Você já se perguntou o que é bitributação? Já ouviu falar em tributação duplicada de impostos? Sabe o quanto esse tipo de erro pode trazer de prejuízos financeiros à sua clínica? Neste artigo vamos responder a todas essas questões.

Infelizmente, a bitributação é um problema comum em estabelecimentos que não contam com uma boa gestão tributária. Profissionais médicos, por exemplo, podem pagar impostos duas vezes pelo mesmo serviço prestado sem se darem conta.

Agora, vamos explicar o que é bitributação e como ela pode ocorrer em seu consultório e mostraremos o que deve ser feito para evitar o problema com alguns procedimentos de gestão.


O que é bitributação?


Bitributação significa que um imposto sobre o mesmo serviço ou produto foi cobrado por dois órgãos públicos diferentes. Essa duplicidade pode ocorrer tanto sobre mercadorias quanto sobre procedimentos e serviços prestados por clínicas médicas, por exemplo — no entanto, a bitributação é inconstitucional.


Quando acontece a bitributação?


Infelizmente, essa duplicidade de tributação pode ocorrer em sua clínica, antes mesmo de você se perguntar “o que é bitributação?”. Isso porque o problema acontece com certa frequência em estabelecimentos nos quais os profissionais atuam como prestadores de serviços.


Quais as consequências da bitributação para o meu consultório?


Essa duplicidade de cobrança de impostos pode causar prejuízos financeiros para consultórios e clínicas, além de dificultar todo o gerenciamento financeiro. Se pensarmos na pesada carga tributária que recai sobre os estabelecimentos médicos no país, tais prejuízos podem comprometer a saúde financeira do local.


De que forma pode ocorrer a bitributação em minha clínica?


Essa duplicidade pode acontecer em alguns momentos. Um exemplo é quando a nota fiscal é emitida da clínica para o paciente após o pagamento da consulta, do procedimento ou do exame. Porém, quando a empresa repassa o valor ao profissional de saúde, o médico também emite uma nota fiscal, e isso faz com que o profissional pague duas vezes os impostos pelo mesmo serviço.


Como um profissional médico ou uma clínica podem evitar a bitributação?


Antes de mais nada, para evitar a bitributação, uma clínica deve elaborar um planejamento financeiro e, de preferência, um planejamento tributário — é necessário manter em dia a gestão dos pagamentos de impostos. Também é importante treinar e orientar os funcionários do estabelecimento a fim de evitar emissões equivocadas sobre produtos e serviços que causariam duplicidades.


A tecnologia pode ser útil para evitar a bitributação?


A tecnologia pode ser uma grande aliada do seu estabelecimento para evitar a bitributação e o consequente prejuízo financeiro para a sua clínica. As empresas podem adotar, por exemplo, um split de pagamento, que identifica e processa de forma automática as transações. Vale dizer que existem, ainda, outros softwares que automatizam os recebimentos e os repasses médicos.

Agora que você entendeu melhor o que é bitributação, fique atento às cobranças e impostos sobre produtos e serviços em sua clínica. Avalie também as modalidades de gestão dessas cobranças que você utiliza. Lembre-se de que manter controle sobre todos os aspectos do estabelecimento é essencial para que a bitributação não aconteça nas clínicas e nos consultórios.

Esse artigo foi útil para uma melhor gestão financeira do seu consultório? Assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos como esse!