Muitos não sabem, mas um sistema de gestão que oferece, como recurso, Relacionamento com o Paciente melhora, e muito, a experiência de pré-agendamento e o pós-atendimento ao paciente, como também para a clínica. A Maria Cristina Barragans relata em detalhes como se iniciou a parceria entre o nosso software médico e a Salève e o porquê da preferência ao optar o Shosp diante de tantos outros softwares de gestão que podem ser encontrados pelo mercado.  

Em que momento a Salève percebeu que o Shosp era a escolha certa?



A Salève nasceu do sonho de um grupo de médicos que visavam suprir as deficiências do sistema de saúde privado, não só ao que se refere ao atendimento com o paciente, como também, quanto à valorização do trabalho médico. A partir desta troca de ideias e experiências eles idealizaram a Salève. Como a Cris, carinhosamente apelidada pela equipe, já trabalhava com um deles em uma clínica, e felizmente, sempre gostou muito do que fez, ao desempenhar o trabalho da melhor maneira possível, isso acabava a destacando, frente a isto, o endocrinologista, Dr. Daniel Minutti acabou fazendo o seguinte convite:


“Sempre gostei do seu trabalho, sempre gostei do papel que você desempenha por aqui, gostaria de fazer uma proposta de estar conosco em uma clínica particular com um atendimento diferenciado.” 


Cris alega que no início ficou com um pouco de medo, mas depois pensou que se os médicos estavam comprando a ideia de uma maior valorização aos pacientes e também ao trabalho médico por que ela não compraria? E foi a partir destas reuniões que o nosso software de gestão entrou. A Cris já trabalhava com o Shosp antes, quando o sistema médico já era utilizado em outra clínica. Como ela e os médicos estavam começando do zero para a abertura da Salève, eles tinham que descobrir novas oportunidades para agregar no crescimento da nova empreitada. Como a Cris já carregava com ela uma bagagem de experiência de outros lugares que já havia trabalhado, ela sugeriu o Shosp.


“Eu até brinquei com as pessoas que as coisas ruins, nós sabemos que não deve ser feito e as coisas boas nós vamos replicar. E as coisas boas que eu já tinha descoberto era realmente o Shosp. Eu fiquei muito encantada com a facilidade que o software proporciona pra gente. E isso há 5 anos atrás o programa médico nem tinha muitas funcionalidades como tem hoje".


Maria Cristina afirma que o Shosp, atualmente,  dá um leque enorme de possibilidades. Os médicos de outras clínicas também trouxeram outras opções de sistemas, mas a oferta trazida pela Cris foi validada. Ela mostrou para os médicos o quanto que o nosso programa médico agregava, eles acabaram aceitando, e o sistema de gestão foi levado para a Salève, o qual cresceu tanto que tiveram que abrir a unidade 2. Claro que quando  a segunda unidade foi aberta, o Shosp  também teve a sua implementação efetuada.



O olhar diferenciado que a Salève e o Shosp têm em comum?



De acordo com a Cris, os médicos e ela, durante as reuniões, fizeram uma busca intensa de novas ideias, o que gerava constante trocas de experiências entre eles, pois todos acabam dividindo o mesmo espaço dentro do sistema de saúde e poderiam agregar bastante com pontos de vista diferentes. Tudo visando somente um objetivo. O desvencilhamento de um setor de saúde já existente que se torna cada vez mais competitivo e impessoal. Então assim que o paciente chega na Salève, é tratado pelo nome, as secretárias ligam para saber como ele está, se preocupam em saber se o paciente gostou do atendimento recebido e a partir deste momento o nosso software médico, Shosp, ajuda nesta construção do relacionamento com o paciente. 


“A pesquisa de satisfação, como recurso do software, é um forma de proporcionar aconchego ao paciente. Ele realmente sente que nos preocupamos com ele, porque é este o nosso objetivo. Então pra gente, como clínica, foi muito importante. E na parte administrativa é um feedback excepcional, a gente vê que os nossos pacientes se importam em realmente responder a pesquisa. É uma troca de ideias em que todo mundo sai ganhando”.


Para uma gestão, como o software acaba beneficiando o dia a dia de trabalho?



Segundo a Cris, o agendamento e a confirmação de chegada que o software tem, ajuda muito em todas as áreas da clínica. O agendamento se tornou muito mais eficaz com o Shosp. 


“Quando o paciente liga pra agendar, eu costumo brincar que não importa quem está ali na frente do sistema, há a facilidade de agendar perfeitamente qualquer médico porque tem aquele box destinado a colocar o máximo de informações daquele profissional. Com isso, a gente consegue fazer um agendamento mais assertivo."


Quando o assunto passa a ser a confirmação de consulta, Cris opina que o Whatsapp foi melhor do que ela esperava. O sistema a agrada  de forma significativa ao proporcionar um formato de mensagem para a confirmação de consulta que dê a possibilidade de resposta ao paciente também. De acordo com ela, é maravilhoso que a dúvida que surgir, como o esquecimento de endereço da clínica, por exemplo,  o paciente possa perguntar assim que receber a mensagem de confirmação de consulta através do Whatsapp.


“Melhorou em 80% o número de faltas com a confirmação do whatsapp. Na medida em que o Shosp entrega um sistema com a confirmação por whatsapp em que o paciente consegue se comunicar comigo, então isto significa que estou entregando um serviço 100% pra ele. Porque nesta confirmação por whatsapp, o paciente me retorna com dúvidas sobre o endereço ou a confirmação do valor da consulta, então com isso, acredito entregar atendimento completo. E por isso, a redução de faltas foi grandioso.”


O prontuário do nosso sistema para clínicas é outro recurso que encanta a nossa entrevistada. Cris alega que o fato do médico poder configurar o atendimento do jeito que ele deseja é tão particular e foi tão pensado nele que nenhum outro software médico é capaz de oferecer igual.


 Unidade 1 da Salève - Rua Dr. Emílio Ribas, 1.058 - Cambuí - Campinas-SP

A dinâmica entre os relatórios do Shosp e a equipe da Saleve



Além do relatório mostrar o desempenho de um determinado período para que o balanço dos erros e acertos possa ser feito de modo minucioso. A Salève o utiliza de uma forma muito singular. A Cris relatou que no final do ano de 2019 um dos sócios da clínica e responsável técnico da unidade 1 da Salève, o Dr. Dirceu, usou os relatórios fornecidos pelo nosso software médico para mostrar todos os atendimentos já realizados. 


“Nós apresentamos um relatório de quantos atendimentos foram feitos aquele ano, e na verdade, não queríamos saber com exatidão os números, mas sim, passar para quem estava iniciando o trabalho na unidade 2 que nós estávamos indo muito bem. Isso significa que tivemos um rendimento bom, e está crescendo cada vez mais. Não serviu como apenas um parâmetro administrativo ou financeiro, teve um norte para que pudesse incentivar os médicos que estão aqui. Então tudo isso foi muito promissor”. 


Unidade 2 - Rua Coronel Quirino, 1101 - Cambuí - Campinas-SP

Como é o Relacionamento com o Paciente do Shosp para a Maria Cristina (Cris)



A Cris afirma que a pesquisa de satisfação no pós-atendimento ao cliente a ajudou várias vezes em como se posicionar e à clínica em relação aos feedbacks gerados. E ela fornece um exemplo claro quanto a isso;


“O paciente relatou na resposta a pesquisa que a nossa revista não estava atualizada e eu me choquei porque nunca tinha pensado que o motivo da insatisfação fosse que as revistas não estavam sendo atualizadas. Fui lá, fiz várias assinaturas de revistas para a gente não se preocupar em ter que sair e comprá-las. Sempre nos preocupando em conteúdos relacionados à saúde e bem-estar, nada de revistas de fofocas. E no final, esta observação do paciente acabou me ajudando muito na entrega de uma gestão diferenciada”.


Cris, acredita que a pesquisa de satisfação dos pacientes, que o nosso programa médico tem, é a maior vantagem. Por ser o resultado do trabalho total relativo à administração e ao médico também. De acordo com a Cris, a partir do momento que o paciente decide reservar um momento do seu dia para responder a pesquisa, avaliar a experiência de atendimento ou de ambientação é porque ele está se importando com a Salève e tem vontade de voltar. No momento em que se preocupa em dizer que as revistas não estavam sendo atualizadas significa que há o desejo de voltar, porém com o espaço da recepção ou atendimento aprimorados. E esta relação estabelecida com o paciente, segundo Cris, é o que coroa todo o trabalho entregue pela equipe além de proporcionar a chance de crescer mais. 


Ficaram curiosos com a eficiência e o grau de fidelização que o Relacionamento com o Paciente do nosso sistema de gestão é capaz de fazer? O Shosp é o único software médico que faz um acompanhamento completo durante a jornada do paciente. Desde o pré-agendamento até o pós-atendimento com automação e inteligência artificial, que por sinal, é muito bom, tanto para a clínica quanto para o paciente. Resultado? Um aumento considerável na retenção dos pacientes. Quer saber mais? Clique na imagem abaixo: