Saúde financeira: como separar seu dinheiro do de seu consultório?
  • 15 Dezembro 2015

Para manter a gestão financeira do seu consultório de maneira eficiente e  proporcionando bons resultados, é essencial organizar os processos e fazer um controle rigoroso de todas as contas que você precisa pagar.

No entanto, para que essa organização funcione e a saúde financeira do seu consultório seja preservada, um fator fundamental deve ser levado em consideração: a separação da sua conta pessoal da conta do seu consultório.

A seguir, confira algumas dicas de como isso pode ser feito para não comprometer o orçamento de seu consultório. 

Estipule um valor para a retirada do seu pró-labore

Estabeleça um valor para a retirada mensal que seja condizente com a situação de seu consultório e respeite esse limite máximo. Ser o dono do negócio não significa poder realizar retiradas sempre que quiser ou quando precisar — esse tipo de atitude deve ser eliminada, evitando comprometer a gestão financeira.

Faça um controle rigoroso das contas a pagar

Para garantir que a gestão financeira seja adequada, é primordial ter o controle sobre todas as contas que precisam ser pagas — até as de menor valor que costumam ser esquecidas no fechamento.

Não misture as contas pessoais com as contas do consultório

Parece um conselho óbvio, mas, na verdade, essa prática não é nem um pouco incomum. Alguns donos de empresas acham que é normal incluir as contas pessoais no meio das contas a pagar da empresa.

Em alguns casos, é possível ver o pagamento de contas de supermercado, de energia elétrica e até da escola dos filhos aparecendo nas contas do consultório. Se isso acontece bastante em seu consultório, esteja certo de que, em algum momento, a sua gestão financeira ficará comprometida e o dinheiro poderá faltar — trazendo outros transtornos ainda maiores e prejudicando a realização da sua atividade.

Se além das contas da empresa que precisam ser pagas e da retirada do seu pró-labore, você ainda paga algumas contas pessoais com o dinheiro gerado pelo consultório, faça um levantamento mensal de quanto essas retiradas representam e assim você conseguirá saber como essa atitude impacta na receita da sua empresa.

Manual para a gestão financeira da sua clínica ou consultório

Abra contas separadas no banco

A criação de contas separadas no banco ajuda a realizar as movimentações necessárias sem que questões pessoais se misturem com as movimentações do seu consultório. Além disso, para que o lucro do seu consultório continue crescendo, você deve manter a sua clínica organizada.

Conte com a ajuda de um profissional

Caso a mistura das contas pessoais e do consultório já seja um hábito recorrente, pode ser que, a princípio, seja difícil realizar a separação por conta própria. Nesse caso, pode ser necessário contar com a ajuda de um consultor financeiro até que as coisas estejam bem definidas.

Nesse caso, a ajuda também pode ser válida para o planejamento familiar, organizando o pagamento de contas de acordo com a renda mensal total, evitando ser necessário fazer retiradas além do ideal ou incluir as contas pessoais nas contas do seu consultório.

Separar o dinheiro pessoal do dinheiro do consultório, assim como realizar a separação das contas a pagar é essencial para uma gestão financeira eficaz e para garantir a saúde financeira do seu negócio. Ainda que, a princípio, essa pareça ser uma boa ideia, em longo prazo a empresa pode não conseguir honrar seus compromissos e ter que fechar as portas. É por isso que o planejamento é essencial tanto para o negócio quanto para as despesas familiares.

Compartilhe suas opiniões e conte o que mais você acha que pode ser feito para melhorar a gestão financeira do consultório!