As mídias sociais e a tecnologia de modo geral mudaram a forma como ocorrem relacionamentos na sociedade. Hoje, muitas pessoas utilizam desse recurso para estar em contato com amigos, familiares e para buscar recomendações profissionais. É o que acontece no LinkedIn, rede social voltada exclusivamente para o meio empresarial.

O LinkedIn para médicos, dentro desse contexto, funciona como uma espécie de currículo online do profissional. A ideia é que sejam apresentadas informações como formação, especializações, cursos realizados, hospitais e clínicas em que trabalhou ou fez residência e o local de trabalho atual.

Veja, a seguir, 7 dicas práticas para utilizar o LinkedIn para médicos e descubra como aproveitar mais essa rede social.

1. Entenda que não se deve transformar o LinkedIn em Facebook

O uso do LinkedIn é uma excelente alternativa para os médicos divulgarem o seu trabalho e criarem uma imagem profissional positiva. Assim, quando pacientes estiverem pesquisando sobre determinada especialidade médica na internet, podem encontrar o seu perfil e agendar uma consulta em sua clínica.

Porém, deve-se ter o cuidado para não transformar o LinkedIn em Facebook! Essa rede social é profissional e deve ser restrita para assuntos dessa área e não para o compartilhamento de informações aleatórias, por exemplo.

2. Mantenha o cadastro sempre atualizado e com informações verídicas

Para criar um perfil no LinkedIn basta acessar o site e preencher o cadastro de forma gratuita. Tudo é muito intuitivo e fácil de fazer, bastando completar o formulário e seguir os passos conforme for recomendado.

Recomendamos, no entanto, que você mantenha o seu cadastro sempre atualizado e com informações verídicas. No caso de você terminar um curso ou uma especialização, não deixe de acrescentá-lo ao perfil, por exemplo.

3. Crie uma boa identidade visual

É importante que o seu perfil tenha uma identidade visual adequada e para isso é preciso ter atenção na escolha da imagem que será adicionada no avatar.

Uma dica interessante é escolher uma foto em que você dê a entender que é um profissional da medicina, usando um jaleco branco e um estetoscópio, por exemplo. Isso ajuda a transmitir a seriedade e o profissionalismo que se espera de um médico.

4. Desenvolva conteúdos de qualidade

O LinkedIn tem um espaço que funciona como uma espécie de blog, em que os usuários podem publicar artigos sobre assuntos que dominam em sua profissão.

Como médico, você pode utilizar esse espaço para dar dicas de saúde, falar sobre sintomas e tratamentos de doenças, entre outras informações relevantes para o público-alvo que deseja atingir.

5. Participe de grupos

Também é interessante fazer parte dos grupos do LinkedIn. Nesses espaços virtuais você pode conhecer outros médicos e trocar experiências profissionais. Além disso, pode firmar parcerias e trazer profissionais de outras especialidades para sua clínica, aumentando a variedade de oferta para os pacientes.

6. Faça networking

O LinkedIn é uma excelente ferramenta para que você possa manter uma rede de contatos profissionais ativa. Mantendo o contato com outros médicos e profissionais que você conhecer em congressos e eventos, e ainda, poderá ser indicado quando um colega identificar que um paciente precisa se consultar com alguém de sua especialidade, por exemplo.

7. Solicite recomendações

As recomendações são uma ferramenta do LinkedIn em que outras pessoas podem avaliar os seus serviços e qualificações, passando mais credibilidade para quem visita o seu perfil. De tal modo, professores da faculdade de medicina, colegas de trabalho e até mesmo pacientes podem ser convidados para deixar recomendações no seu perfil.

O LinkedIn para médicos é uma rede social muito interessante para divulgar os seus serviços profissionais e conquistar cada vez mais pacientes para a sua clínica. Por isso, não deixe de fazer parte dela.

E como estamos falando em redes sociais, que tal conhecer as nossas? Estamos no Facebook e no Instagram.

Share: