Ter uma clínica com gestão eficiente é um grande desafio para o responsável. É necessário se preocupar com questões que, apesar de interferirem diretamente umas nas outras, são totalmente diferentes — como bom atendimento individual e controle financeiro.

Mesmo os mais experientes, às vezes, podem ter problemas para gerir seus estabelecimentos. Por isso, listamos cinco atitudes que facilitam este trabalho e melhoram os resultados da clínica:

1. Ofereça um bom atendimento a cada um de seus pacientes

Essa dica deveria ser desnecessária, mas como há médicos que se esquecem que estão lidando com um paciente inteiro e todas as suas subjetividades, ela se tornou a primeira da lista. Tenha certeza de que, na sua clínica, essas nuances sejam levadas em consideração. Um atendimento frio e desumanizado, além de causar péssima impressão, às vezes chega a ser falta de ética. Também é muito comum que os pacientes sejam obrigados a esperar muito além dos horários marcados. Não permita que sejam agendadas mais consultas do que é possível atender sem atrasos.

2. Invista em propaganda

Todos devem saber da existência e eficiência de sua clínica. Peguemos o exemplo da primeira dica: se existem tantos médicos que atendem friamente seus pacientes, uma clínica com atendimento mais humano tem um grande diferencial, não acha? É necessário que isso se torne o mais público possível.

3. Use recursos eletrônicos para uma gestão eficiente da clínica

O papel, além gerar lixo, precisa de muito espaço para ser armazenado. Organizar documentos toma um tempo que poderia ser dedicado a alguma tarefa mais produtiva. Por isso, é interessante investir em softwares que fazem este trabalho no lugar de uma pessoa. Além de permitir um melhor aproveitamento da mão de obra de um funcionário, após um período de testes bem realizado a probabilidade de erros é muito menor.

O trabalho individual dos médicos, é sempre bom lembrar, também pode ser otimizado com o uso de prontuários eletrônicos.

4. Leve a gestão financeira a sério

Durante os atendimentos, humanidade e atenção. Mas, na gestão financeira, a frieza dos números é imprescindível. Para viabilizar um bom funcionamento como posto médico, a clínica precisa estar saudável enquanto empresa.

Não importa o quão bem qualificados sejam os médicos, se os funcionários não estiverem com o salário em dia ou faltar algum insumo básico, o funcionamento da clínica fica comprometido. Um erro clássico de pessoas que têm o próprio negócio é usar a mesma conta bancária para fins pessoais e profissionais. Não faça isso!

5. Simplifique as coisas sempre que possível

Na administração, procure processos que sejam facilmente apreendidos por todos os envolvidos no trabalho. Dependendo do tamanho de sua clínica, serão vários médicos de diferentes especialidades, além dos funcionários técnicos, lidando com informações de incontáveis pacientes e precisando se entender. Além disso, a estrutura do estabelecimento deve ser bem sinalizada, para que os pacientes possam usá-la de maneira intuitiva.

Nem precisamos lembrar que esse é um ramo complexo. Essas dicas, apesar de muito úteis para se ter uma gestão eficiente da clínica, não substituem algo extremamente importante para o aperfeiçoamento de um negócio: a troca de experiência entre gestores.

Conte nos comentários o que você tem feito para sua clínica funcionar cada vez melhor. Seus conhecimentos podem ajudar outras pessoas, e talvez você aprenda algo útil lendo as considerações de terceiros.


Share: