Em tempos de crise econômica, reduzir custos virou uma preocupação de empresas de praticamente qualquer segmento. E, na área médica não é diferente! Os médicos ou proprietários desses estabelecimentos da área da saúde estão preocupados e buscando por alternativas para gastar menos nos seus negócios.

Pensando em ajudá-los, nesse sentido, elaboramos uma lista com 5 passos para você reduzir os custos em sua clínica médica. Quer saber quais são eles? Então continue a leitura e confira agora mesmo!

1. Faça uma análise completa das despesas para reduzir custos

É importante que você faça um mapeamento completo das despesas da clínica e as agrupe em categorias como “despesas com colaboradores”, “despesas com medicamentos e materiais clínicos”, “despesas com material de escritório”, “despesas com a infraestrutura do local”, entre outros.

Com essa análise profunda, você poderá identificar gargalos e assim cortar despesas que são desnecessárias para a clínica ou então otimizar esses gastos de alguma forma.

2. Reduza os processos burocráticos

Uma ideia interessante para reduzir gastos em uma clínica é a redução de processos burocráticos. Quando um paciente consulta e precisa retornar para mostrar exames ou para acompanhamento do tratamento, por exemplo, o próprio médico já pode incluir o novo agendamento em suas tarefas.

Isso evitará que a secretária da clínica precise entrar em contato novamente com paciente para marcar um novo horário, desperdiçando o tempo que poderia ser aplicado em outra tarefa e ainda gastando com ligações telefônicas.

3. Esteja atento ao pagamento de contas

Um erro comum cometido por muitas clínicas médicas e pelas empresas de modo geral é o esquecimento do pagamento de boletos no prazo correto. Assim, muitas vezes, são cobrados juros altos, que fazem a diferença no fechamento do caixa no final do mês.

Para que ocorram esquecimento do pagamento de contas, recomenda-se a criação de um documento com todas as datas de contas a pagar, que deve ser consultado pelo menos três vezes por semana.

4. Avalie os fornecedores de suprimentos

As clínicas médicas costumam gastar altos valores com medicamentos e outros suprimentos da indústria farmacêutica e isso também pode ser revisto. Se você tem o hábito de comprar esses produtos sempre da mesma empresa ou laboratório, pode solicitar a visita de representantes de outras companhias e comparar os preços.

Mas, atenção! Antes de fechar negócio com um novo fornecedor, vale a pena se certificar que o produto que ele comercializa é de qualidade. Afinal, você não pode comprometer o bom atendimento aos seus pacientes.

5. Invista em um software médico

O melhor investimento que uma clínica pode fazer é em um software médico para gestão do consultório. Esse tipo de programa abrange uma série de recursos que vai desde o agendamento de consultas de pacientes, até o fluxo de caixa e controle do relógio-ponto dos funcionários, por exemplo.

Além disso, esses programas também permitem uma melhor organização dos prontuários e diagnósticos, garantindo uma excelente prestação de serviços aos clientes.

Gostou das nossas dicas para reduzir gastos na clínica médica? Você pode saber mais sobre o assunto lendo o nosso artigo Software para clínica médica: aprende a reduzir custos na gestão da sua clínica


Reduzir custos em Clínica Médica

Share: