Não deixe de conhecer o software médico da Shosp.

Nos últimos tempos, muito tem se falado em Big Data na saúde e sobre como essa tecnologia está impactando as clínicas e consultórios médicos. Mas você sabe realmente do que isso se trata e as mudanças que esse recurso pode trazer para o seu estabelecimento? É sobre isso que falaremos neste post.

Siga conosco nos tópicos a seguir e entenda o que é o Big Data, quais são as suas principais vantagens, como ele pode ser utilizado por clínicas médicas e quais são as previsões futuras para a tecnologia. Acompanhe!

O que é Big Data, como ele funciona e quais são as suas principais vantagens?

Chamamos de Big Data o trabalho de controlar o grande volume de dados, que podem ser estruturados ou não, em uma empresa. Ele é importante para que as empresas possam monitorar preferências de seus consumidores e, assim, utilizá-los de forma estratégica, por exemplo.

Se uma loja virtual percebe que a maioria dos visitantes do seu site coloca produtos no carrinho, mas não finaliza a compra, pode identificar que há algum problema que está ocorrendo e dificultando a finalização do processo.

De maneira geral, o Big Data fornece aos decisores informações de que eles necessitam para escolher o caminho certo e ajudam a identificar oportunidades de melhoria e crescimento. Além disso, por meio desses dados, também é possível compreender a preferência dos consumidores.

Como o Big Data pode ser utilizado por clínicas médicas?

Na área da saúde, mais especificamente em clínicas e consultórios médicos, o Big Data pode ser usado para a geração de informações para fortalecer a medicina de precisão, gerando diagnósticos mais exatos.

Além disso, os dados também são úteis para que a comunicação com os pacientes seja mais estratégica e para que possam ser tomadas decisões mais acertadas em diversas áreas.

Ao fazer o cadastro de novos pacientes no sistema, por exemplo, pode ser inserido um tópico perguntando sobre como ele conheceu a clínica. Se, nesse caso, identifica-se que a maior parte deles prefere acessar o Facebook a ouvir rádio, por exemplo, significa que vale mais a pena investir em marketing nas redes sociais do que em mídias tradicionais.

Tudo isso é muito difícil de ser controlado no papel ou manualmente e é por esse motivo que ter um sistema de gestão para clínicas é tão relevante. Afinal, no computador, fica muito mais fácil controlar e gerenciar os dados em um consultório.

Quais são as previsões futuras para o uso do Big Data na saúde?

A tendência é que o Big Data na saúde seja cada vez mais presente nas clínicas, hospitais e consultórios. Desse modo, dados coletados em aplicativos de monitoramento pessoal, cadastros em softwares das clinicas, prontuários eletrônicos, exames e laudos enviados digitalmente etc. gerarão informações que poderão ser cruzadas e utilizadas estrategicamente.

Como você pode perceber, o Big Data na saúde é muito relevante e traz diversas vantagens para as clínicas. Além disso, no futuro, tudo isso poderá ser ainda mais acentuado.

Você já pode iniciar o uso dessa tecnologia na sua empresa por meio de um software de gestão. Cadastre-se agora mesmo e faça um teste gratuito do Shosp. Temos a certeza de que você gostará do nosso sistema!

Share: