Muitos empreendedores sabem muito sobre o seu nicho de mercado, mas ao montar sua empresa podem deixar a desejar em um campo muito importante para o desenvolvimento de qualquer empreendimento: as finanças. Da mesma forma acontece com as instituições de saúde.

Sem as ferramentas adequadas, as técnicas e os profissionais para lidar com números, raramente um estabelecimento hospitalar ou uma clínica será bem-sucedido, visto que tudo ficará entregue à intuição, o que pode ser ruim.

Saiba agora como organizar corretamente as contas e investimentos na sua clínica.

Como organizar as contas e realizar investimentos na clínica?

O primeiro conselho dado aos gestores para que possam sempre saber como está o andamento de sua clínica é organizar as contas.

Essa tarefa envolve dar atenção às despesas como contas de luz, água e telefone, bem como aos fornecedores, salários de funcionários, entre outros encargos. Veja como você pode organizar melhor as contas de sua clínica:

Divida os seus gastos em categorias

Separar as despesas fixas, que são aquelas relacionadas a contas mensais e pagamentos de funcionários, e as variáveis, que são premiações, custos fora do orçamento e imprevistos, permite que você saiba para onde de fato está indo o seu dinheiro, onde está sendo gasto etc.

Outros tipos de investimento, como melhorias na empresa, divulgação e marketing, também devem ser organizados e separados, a fim de que seja possível conhecer o gasto bruto desse consumo, com a finalidade de permitir realocar recursos e reduzir mais despesas em caso de necessidade.

Também pode ser de ajuda para tomar decisões e verificar se o seu orçamento permite grandes investimentos no momento.

Saiba qual é a margem de lucro da sua clínica

O lucro é a diferença entre o que está sendo vendido e os gastos. É quando o resultado é positivo, gerando receitas.

Para conhecer verdadeiramente a fundo os lucros de uma clínica, é importante saber qual a sua margem, que é calculada levando em conta preços de serviços, custo de captação de pacientes, entre outros gastos envolvidos nos processos.

Analise o fluxo de caixa de sua clínica

A fim de conhecer a real situação financeira de um empreendimento, a análise do fluxo de caixa é a ação mais importante a ser feita, embora não inclua de forma precisa os lucros da clínica.

Outra utilidade dessa análise de fluxo é ajudar a identificar falhas na gestão financeira e encontrar um ponto de equilíbrio para melhoramento dela, para que seja mais sustentável e gere mais receitas.

É importante apurar e comparar sempre essa avaliação com outras passadas, a fim de saber sobre o crescimento ou não de sua clínica.

Que tipo de investimento é possível fazer em clínicas?

O investimento nem sempre se refere a aplicações financeiras ou imóveis, havendo ampla gama de opções sobre em que investir.

Podemos listar algumas opções de investimento:

  • - troca de um equipamento antigo que precise de muita manutenção por outro bem mais novo e moderno;
  • - aquisição de sistemas de gerenciamento, ERP, a fim de agilizar processos em clínicas e laboratórios, e reduzir custos, tanto da equipe quanto do paciente;
  • - aquisição de equipamentos de última geração, reformas na infraestrutura;
  • - contratação de empresas de consultoria para projetos referentes à divulgação, publicidade, planejamento estratégico etc.;
  • - investimento em treinamento que capacite os funcionários para o uso de novos sistemas, aperfeiçoamento direcionado para a gestão.

Dessa forma, sabendo como organizar os investimentos na clínica e como organizar as contas de forma periódica, é possível para uma empresa de saúde manter total controle da situação financeira, bem como calcular o retorno sobre os investimentos.

Essa informação foi útil? Então repasse e compartilhe com seus amigos nas redes sociais!


Share: