O neurologista é o médico responsável por diagnosticar e tratar as doenças do cérebro, nervos, medula e músculos. Especializado no tratamento dos problemas relativos ao sistema nervoso, esse profissional vem ganhando cada vez mais destaque e visibilidade. Não é à toa que, no dia 15 de outubro, comemoramos o Dia do Neurologista!

Tendo isso em mente, você sabia que o valor agregado por esse médico à sua clínica é muito grande? Se não, não tem problema: preparamos um post para te explicarmos o porquê de contar com a presença de um neurologista na sua clínica. Confira!

O campo de atuação do neurologista é bastante amplo

Sabendo que o neurologista cuida das doenças referentes ao sistema nervoso, devemos ter consciência de que há uma imensa variedade de patologias que enquadram-se nesse aspecto — tornando o campo de atuação desse profissional muito abrangente.

Sejam dores de cabeça, distúrbios do sono, derrames, tonturas, vertigens, hiperatividade, infecções do sistema nervoso, Parkinson, crises convulsivas, casos de demência ou doenças desmielinizantes: todos serão tratados por um neurologista.

O neurologista tem grande interface com o psiquiatra

Doenças como depressão, irritabilidades, ansiedade e pânico são comumente tratadas por um psiquiatra. No entanto, o neurologista também pode atuar e auxiliar no tratamento dessas patologias.

Isso porque os neurologistas, por meio da alta resolução de ressonância magnética do cérebro e dos estudos de neuroimagem funcional, são capazes de descrever a atividade cerebral do paciente, auxiliando no tratamento dessas doenças.

Muitos tratamentos de doenças neurológicas precisam de um tratamento multidisciplinar

Tal como o caso mencionado acima, não são poucas as vezes que os pacientes que sofrem de alguma doença neurológica necessitem de um tratamento multidisciplinar, isto é, um tratamento que envolva diversos profissionais.

Desse modo, o neurologista poderá encaminhar e recomendar o tratamento auxiliar dos seus pacientes por parte de outros especialistas, tais como psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, pedagogos e terapeutas ocupacionais.

A neurologia avança cada vez mais

Hoje em dia, sabemos que uma gama de doenças neurológicas tem como principal motivação as alterações genéticas.

Assim, a área de neurogenética, por exemplo, vem se relevando nos últimos anos, contribuindo para a identificação de inúmeras patologias neurológicas, as quais tinham uma origem que até então não era determinada.

Tendo isso em mente, temos uma conjuntura em que os neurologistas entendem melhor as bases moleculares e as bases genéticas envolvidas no surgimento e, consequentemente, desenvolvimento das doenças neurológicas. Além disso, espera-se chegar ao ponto em que intervenções mais efetivas serão atingidas, sendo capazes de mudar de forma significativa a progressão das doenças.

O dia do neurologista deve servir para dar mais atenção a esses médicos

Diante de tudo isso, devemos aproveitar o dia 15 de outubro para dar mais atenção e relevar a importância que os médicos neurologistas têm.

Da mesma forma, também precisamos evidenciar a quantidade de oportunidades de trabalho, a atração de mais pacientes, bem como o grande crescimento da força da marca que o neurologista pode trazer para a clínica. Assim, além de ter mais lucros, sua clínica poderá oferecer um melhor tratamento aos seus pacientes.

Gostou do nosso texto? Você já sabia que existe uma data especial para comemorar o Dia do Neurologista? A sua clínica já conta com a presença desse médico? Então por que não deixa um comentário? Queremos ouvir o que tem a dizer!


Share: