Qual a Relação entre Prontuário Eletrônico e Gestão de Clínicas?
  • 05 Março 2018

O prontuário eletrônico é uma tecnologia que está revolucionando a gestão de clínicas. Tal realidade se justifica pela grande melhoria que esse sistema trouxe para a qualidade dos serviços de saúde, proporcionando mais organização na clínica e um atendimento mais qualificado para os pacientes.

Vale ressaltar que a gestão de clínicas envolve uma série de fatores que podem ser aprimorados com o uso das novas tecnologias. Para que você tenha uma visão mais ampla sobre o assunto, apresentamos, neste artigo, o que fazer para garantir uma gestão eficiente utilizando o prontuário eletrônico. Boa leitura!

Agilidade em processos

Vivemos em uma época na qual as pessoas têm rotinas muito corridas. Portanto, as atividades não podem ser muito demoradas, o que inclui as consultas ao médico. Sendo assim, é preciso que o atendimento seja ágil, com os dados do paciente sendo encontrados rapidamente e sem muitas delongas no atendimento.

O prontuário eletrônico facilita a rotina do médico, pois, antes mesmo de atender o paciente, ele poderá ver informações como alergias, histórico de saúde, medicamentos de uso contínuo, entre outros dados registrados. Essa solução evita, por exemplo, as longas perguntas antes de chegar a um diagnóstico.

Segurança de documentos

O responsável pela gestão de clínicas deve estar sempre atento para a segurança dos prontuários dos pacientes, uma vez que eles contêm informações sigilosas que não dizem respeito a mais ninguém e que não podem ser perdidas ou vazadas.

Por isso, os prontuários eletrônicos também são uma forma de se precaver quanto a esse tipo de problema, pois as informações ficam armazenadas em nuvem e não em um equipamento que pode ser invadido por hackers.

Otimização de custos

Reduzir custos é algo que sempre está na pauta de qualquer reunião de gestão, pois é preciso otimizar os valores gastos, para que os recursos sejam sempre aproveitados da melhor maneira possível.

Com um prontuário eletrônico, não será mais necessário que os prontuários sejam, primeiro, registrados em papel para depois serem passados ao computador por um secretário ou auxiliar administrativo da clínica.

Assim, é possível reduzir os investimentos realizados em recursos humanos para atividades dessa natureza. Afinal, por meio de um tablet ou outro dispositivo móvel, o médico já pode atualizar o prontuário diretamente no sistema.

Organização da clínica

Se a sua clínica ainda tem aqueles fichários antigos para guardar os prontuários de papel dos pacientes, certamente, já aconteceu de, por engano, uma folha ir parar na pasta de outro paciente ou de algum documento importante se perder e levar horas para ser encontrado, não é mesmo?

Com os prontuários eletrônicos, isso deixa de acontecer, pois cada paciente tem os dados registrados em seu perfil no sistema, que pode ser consultado em qualquer local, por qualquer médico ou profissional autorizado pela clínica.

Para que a gestão de clínicas seja realmente efetiva, nos dias atuais, ter um prontuário eletrônico não é um diferencial, mas um item indispensável para melhorar o atendimento e os processos do estabelecimento de saúde.

Gostou do nosso artigo e quer receber mais informações como essas em seu e-mail? Então cadastre-se e assine nossa newsletter!