Por que é importante fazer pesquisa de satisfação com os pacientes da clínica?
  • 09 Julho 2018

Quando falamos em atendimento ao consumidor, a pesquisa de satisfação é uma das primeiras ferramentas a ser lembrada pelas empresas. Na área da saúde não é diferente e é cada vez mais comum que as clínicas médicas adotem esse procedimento, para que os pacientes avaliem o seu atendimento.

Neste post, esclarecemos alguns questionamentos comuns que os empresários do ramo da saúde têm sobre a pesquisa de satisfação. Acompanhe nos tópicos a seguir.

Quais são os objetivos de uma pesquisa de satisfação?

A pesquisa de satisfação permite analisar questões satisfatórias para a clínica e também o que precisa ser melhorado. Ela pode abordar áreas como o atendimento de médicos, enfermeiros, secretárias e outros profissionais, assim como as condições do ambiente, a infraestrutura, a qualidade dos equipamentos utilizados, etc.

Com base nesses dados coletados, o gestor da clínica pode realizar um planejamento estratégico embasado em melhorias sugeridas pelos próprios pacientes. De certa forma, essa prática gera uma redução de custos, pois é possível investir em ações desejadas pelos clientes. 

Os processos também são otimizados. Se após uma pesquisa ficar claro que os pacientes preferem receber a confirmação das consultas por mensagem de texto, ligações com essa finalidade deixam de ser necessárias. 

Agora que você já entende a importância de fazer uma pesquisa de satisfação, deve estar se perguntando sobre como aplicar a técnica em sua clínica, não é mesmo? Respondemos a seguir!

Como aplicar uma pesquisa de satisfação em clínica médica?

Para desenvolver uma pesquisa em sua clínica, recomendamos que leve em consideração os fatores abaixo:

Escolha o meio mais adequado para a aplicação

Geralmente, as pessoas sentem receio em fazer críticas negativas à clínica que está sendo avaliada. Isso acontece especialmente quando as perguntas são feitas pessoalmente ou por telefone, com um atendente solicitando as respostas.

Por isso, o e-mail é uma das melhores opções para coletar dados reais sobre o que as pensam acerca do estabelecimento avaliado. Além do e-mail, também podem ser aplicados questionários impressos, sem que haja a necessidade de identificação, que podem ser depositados em uma urna.

Defina o tipo de questionário a ser aplicado

Os questionários aplicados podem ser abertos ou fechados. No primeiro caso, é feita uma pergunta e os pacientes são livres para escrever a sua opinião ou experiência sobre cada item avaliado. Já os questionários fechados têm respostas como sim ou não ou solicitam notas de 0 a 10 para qualificar a clínica nos aspectos solicitados.

Ambos os métodos são eficazes, mas os questionários abertos dão mais trabalho para mensurar resultados em forma de números, embora possam trazer feedbacks mais ricos. Existe ainda a possibilidade de aplicar um questionário misto, com perguntas abertas e fechadas.

Escolha os itens a serem avaliados

Verifique os itens que devem ser avaliados na sua clínica, como atendimento, instalações, entre outros. Como cada estabelecimento tem a sua prioridade, é necessário desenvolver tópicos específicos que retratem a realidade do seu consultório. Evite, portanto, questionários prontos encontrados na internet.

A pesquisa de satisfação é muito importante para você sempre realizar melhorias na sua clínica. Nesse sentido, o Shosp é um sistema que permite o envio de SMS e e-mails para os pacientes, facilitando o envio dos questionários para avaliação.

Quer saber mais sobre o Shosp e suas funcionalidades? Então entre em contato conosco e tire as suas dúvidas


Pesquisa-de-Satisfação-do-Paciente-Por-que-é-importante-fazer