Quais são os principais desafios financeiros de uma clínica médica?
  • 11 Maio 2017

Gerir uma clínica médica demanda muito esforço, atenção e planejamento estratégico. Os desafios não são fáceis, e é preciso muito conhecimento e organização para manter tudo funcionando em perfeita ordem.

Com as mudanças proporcionadas pela tecnologia, que não para de avançar, é essencial ter muita disciplina para lidar com as novas formas de gerir os ambientes de saúde, tanto na parte de atendimento e serviços como nas questões financeiras.

Para ajudar você a organizar o setor de finanças de forma bem-sucedida, falaremos aqui sobre os principais desafios financeiros que uma clínica médica pode enfrentar.

Continue a leitura e confira o que você deve evitar na gestão de uma clínica médica!

Falta de controle da agenda médica

Ter uma agenda lotada nem sempre é uma vantagem. Afinal, o excesso de compromissos pode gerar atrasos nos processos da clínica, colocando em risco o bom funcionamento do local e, consequentemente, propiciando uma queda na sua reputação.

Por esse motivo, equilibrar o controle das demandas com a real capacidade da equipe é essencial. Para isso, é importante ter uma agenda unificada e sempre atualizada, garantindo que a marcação de consultas seja mais ágil e que mais pacientes sejam atendidos sem atrasos.

Aqui, vale contar com um software desenvolvido especialmente para o gerenciamento de clínicas médicas. Esse programa será capaz de garantir que todos os funcionários tenham acesso às informações dos pacientes em tempo real, acompanhando qualquer marcação e desmarcação de consulta e facilitando o atendimento.

Desatualização do fluxo de caixa

Muitas vezes, os profissionais de saúde cometem o erro de não fazer um controle rígido e frequente de suas contas.

Esse é um problema grave, pois sem esse controle não é possível saber com exatidão se a clínica está ou não trazendo lucros para o gestor. Sem uma ferramenta para gerenciar a parte financeira, a clínica ficará completamente sem rumo.

Felizmente, existe uma ferramenta simples e eficaz para administrar o financeiro: o fluxo de caixa, que registrará todas as transações financeiras de uma clínica por um certo período de tempo.

Com o fluxo de caixa, que também pode ser feito por meio de um sistema digital de gestão, o profissional será capaz de identificar corretamente os reais gastos e lucros de sua clínica, direcionando melhor seus investimentos, cortando gastos desnecessários e tornando o empreendimento mais rentável.

Ausência de um sistema de dados online

Todo estabelecimento de saúde lida, diariamente, com um grande volume de informações, como dados de pacientes, prontuários, laudos, receituários e exames, entre outros. Caso todas essas informações estejam em papel, ou em planilhas desatualizadas, facilmente ocorrerá uma desorganização.

Portanto, a melhor maneira de lidar com os dados da clínica é por meio de um sistema online especializado no assunto. Isso evita que se acumulem milhares de papéis e que ocorram perdas de dados e informações importantes.

Sistemas desse tipo centralizam todos os registros, fazendo com que as buscas sejam práticas. São também seguros, sempre acessados com login e senha, e criptografados, para que não vazem informações de pacientes e da clínica.

Além de ganhar em eficiência, o risco de perdas de dados é praticamente inexistente para uma clínica que adota um sistema online de gestão. Essa solução proporciona resultados positivos na organização geral e, por consequência, na gerência financeira.

Como vimos inicialmente, lidar de forma inteligente com os desafios financeiros na área de saúde é, hoje, uma necessidade. E se você seguir as nossas dicas, certamente o seu estabelecimento terá mais sucesso e rentabilidade.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude os profissionais de saúde que você conhece a gerenciarem melhor as finanças de suas clínicas!